Segunda-feira, Junho 17, 2024

Com fome e medo, fica difícil aprender

Mais Falados

Guia Comercial

Rafael Arcuri
Rafael Arcuri
Rafael trabalha na redação do Fala São João desde sua fundação em 2012. Nos anos seguintes, ele liderou o setor de marketing da empresa e publicou mais de 4.000 artigos — um mix de notícias de última hora, notícias policiais, notícias políticas e muito mais.

Desigualdades sociais colocam em risco direitos fundamentais de crianças e adolescentes

Viver em meio a uma pandemia é um desafio, principalmente para crianças e adolescentes que residem em comunidades mais vulneráveis, tanto nos grandes centros urbanos quanto nas regiões mais distantes do país. Com fome e com medo do novo coronavírus, é difícil para qualquer pessoa aprender alguma coisa. 

Relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) destaca o impacto da pandemia na educação em decorrência do fechamento de escolas e as profundas desigualdades nas oportunidades de desenvolvimento de meninos e meninas. A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) também estima um aumento da taxa de pobreza de pelo menos 14,5%, o que representa mais de 28,7 milhões de pessoas vivendo na pobreza. A Cepal e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) destacam ainda que entre 100 mil a 300 mil crianças e adolescentes da América Latina e do Caribe ingressariam no mercado de trabalho como consequência da pandemia, deixando de lado sua formação.

Para minimizar esse cenário de prejuízos na educação serão necessários esforço coletivo (sociedade e governos) e muita Solidariedade. Por isso, além do trabalho que realiza em suas escolas e em seus Centros Comunitários de Assistência Social, a Legião da Boa Vontade (LBV) também promove ao longo do ano inúmeras campanhas, visando garantir proteção social e a educação de meninas e meninos.

Entre as iniciativas, a campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro!, entrega no início de cada ano letivo, kits pedagógicos para crianças, adolescentes e jovens de famílias em vulnerabilidade social atendidas pela LBV e por entidades parceiras, assessoradas pela Instituição.

De janeiro a março, a LBV entregará mais de 90 mil benefícios, sendo 25 mil kits pedagógicos, 30 mil cestas de alimentos e 35 mil kits de higiene e de limpeza.

SERVIÇO:
As doações para a campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro! podem ser feitas diretamente no site www.lbv.org ou pelo telefone 0800 055 50 99. Para outras informações sobre essa ação solidária, basta acessar o endereço @lbvbrasil no Facebook, no Instagram e no YouTube

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas Notícias

Médico Leonardo Fontanezzi do Posto de Saúde do Sto Antonio Recebe Título de Cidadão Sanjoanense

São João da Boa Vista, 12 de junho de 2024 - A Câmara Municipal de São João da Boa...
- Advertisement -

Artigos Relacionados

- Advertisement -