Quinta-feira, Julho 18, 2024

Mães que dão a luz na Santa Casa recebem a árvore da vida

Mais Falados

Guia Comercial

Rafael Arcuri
Rafael Arcuri
Rafael trabalha na redação do Fala São João desde sua fundação em 2012. Nos anos seguintes, ele liderou o setor de marketing da empresa e publicou mais de 4.000 artigos — um mix de notícias de última hora, notícias policiais, notícias políticas e muito mais.

Mães que dão à luz na Santa Casa de Misericórdia Dona Carolina Malheiros estão tendo a oportunidade de levarem para casa uma lembrança especial confeccionada logo após o nascimento do bebê. Trata-se de um desenho que simboliza a ‘árvore da vida’, feito a partir da placenta. No papel, são inseridas informações da data do parto, peso, estatura, nome da equipe de profissionais, além de frases de motivação para a família se recordar.

“O momento do parto é o momento mais aguardado pela mulher. Então, a gente tenta fazer desse momento o mais humanizado possível. Aí veio a ideia da árvore da vida, que é um marco único na vida da mulher”, afirmou a técnica de enfermagem, Jéssica Sfalcim Mimo.

“Quando a mulher sobe para a cesárea, a gente solicita o recém-nascido junto ao pediatra após ver que está tudo estável com o neném. Eu faço toda a higienização da placenta, retiro a parte do sangue, passo tinta guache, [utilizo] papel e carimbo. [Em seguida] eu escrevo, coloco a estatura, peso, frases, palavras de motivação e felicidades para o neném. As mães gostaram bastante. Elas falam que vão colocar no quadro porque é um momento único”, afirmou Jéssica Mimo.

O casal Reginaldo Pires e Silvia Felix teve a experiência de levar a lembrança para recordação. No dia 16 de fevereiro, 9h24 da manhã, nasceu –- por parto cesárea — a Letícia com 2.865 gramas e 45 centímetros. Embora seja pai de outros três filhos (homens), Pires viu de perto o nascimento da primeira filha no centro cirúrgico da Santa Casa.

“Por enquanto, só emoção. Para mim foi uma experiência muito grande. Muito agradecido a Deus e ao pessoal da Santa Casa por me dar esse privilégio de acompanhar o nascimento da Letícia”, disse emocionado Pires, que atua como motorista de ônibus.

Para receber a ‘árvore da vida’ basta que a mãe autorize a confecção da lembrança especial.

“A gente pergunta se mãe quer que seja feito o carimbo da placenta. É um marco na vida da mulher. Com o tempo, ela pode não se lembrar do nosso nome, mas vai lembrar que a gente deu um atendimento humanizado”, concluiu a técnica de enfermagem.

Foto da técnica de enfermagem, Jéssica Sfalcim Mimo responsável pelos desenhos/Assessoria Santa Casa.

- Advertisement -
- Advertisement -

Últimas Notícias

Vídeo: Batida na Dr. Durval Nicolau (Mantiqueira), Motorista Passa Mal e Derruba Rede Elétrica

No domingo (14), um acidente na Avenida Dr. Durval Nicolau deixou a área da Mantiqueira sem energia elétrica. Por...
- Advertisement -

Artigos Relacionados

- Advertisement -