Quinta-feira, Fevereiro 29, 2024

Alunos da UNIFAE integram a Seleção de Críquete em competição no México

Mais Falados

Guia Comercial

Rafael Arcuri
Rafael Arcuri
Rafael trabalha na redação do Fala São João desde sua fundação em 2012. Nos anos seguintes, ele liderou o setor de marketing da empresa e publicou mais de 4.000 artigos — um mix de notícias de última hora, notícias policiais, notícias políticas e muito mais.

Nesta última sexta-feira (8), a UNIFAE recebeu a Equipe da Seleção Brasileira de Críquete. Na ocasião, o Presidente, Comissão Técnica e Atletas conversaram com o reitor da Instituição, que apoia o esporte universitário há muitos anos.

O objetivo da visita foi apresentar o projeto de Críquete no Brasil, que une dez alunos de diversos cursos da UNIFAE: “Vieram conosco na reunião três deles. Uma aluna e dois formados aqui na UNIFAE, que representarão o Brasil na cidade do México” destaca o Presidente da Confedereção Brasileira de Críquete, Matthew Ross Featherstone. “A Seleção Brasileira -principalmente a feminina, é muito forte. Elas já são campeãs sul-americanas quatro vezes durante os últimos cinco anos. Agora vamos para a próxima etapa, que é a Copa do Mundo. Ano que vem temos o calendário cheio, vários campeonatos sul-americanos e viagens”.

Um dos membros da Comissão Técnica, Luís Felipe Pinheiro, também é formado na UNIFAE. Ele conta que o Centro Universitário possibilitou uma grande oportunidade: “A parceria que o Críquete tem com a UNIFAE é muito boa, foi na minha vida e será na de outras pessoas. Ganhei a Bolsa Atleta na época, conseguindo formar no curso de Educação Física licenciatura e bacharel, e levo todo conhecimento que adquiri na faculdade para o meu trabalho hoje em dia”.

Sobre o trabalho executado na Seleção, Luís Felipe comenta: “É uma experiência muito boa e gratificante. Comecei no projeto com algumas meninas, e estamos crescendo juntos. É um trabalho diário, uma modalidade pouco conhecida, mas vale muito a pena”. Ele ainda diz que serão dois jogos com EUA, dois com Canadá e dois com Argentina:  “A expectativa para o campeonato está muito grande, o time das meninas é muito forte e nosso maior desafio é o time dos EUA, por ter bastante investimento, mas a chance que temos de vitória é muito grande. 

Outra profissional formada no Centro Universitário é Renata Sousa, que representa a Seleção desde 2014: “Antes eram campeonatos menores, agora é uma classificatória para a Copa do Mundo, com jogos maiores e mais difíceis. Se ganharmos viajaremos para competir com outros times. Gosto muito da UNIFAE, me formei faz três anos, mas sempre volto para cá”.

Lara Bittencourt Moises ainda está cursando o 2º período de Fisioterapia, mas já vivencia essa oportunidade: “É um sonho novo para mim, não sabia que iria tão longe, já que comecei jogando como um hobbie. Me interessei pela Fisioterapia por conta do esporte, e a modalidade ‘críquete’ me chamou atenção por ser pouco conhecida, as pessoas envolvidas e o ambiente me incentivam a continuar. E a expectativa para a competição é alta, o objetivo é subir no ranking mundial! ”

Ao enfatizar que um dos princípios da instituição é apoiar o esporte, o reitor da UNIFAE, Marco Aurélio Ferreira, comenta: “É um orgulho muito grande para a instituição estar presente no projeto, um trabalho feito em Poços de Caldas e abrange várias comunidades. Essa união da Educação e Esporte propaga qualificação aos nossos alunos, percebemos esse diferencial positivo, tanto na comunidade acadêmica e esportiva, quanto na transformação do país”.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas Notícias

Mulher morre após fritar ovo e sofrer queimaduras graves no interior de SP: Incidente traz alerta sobre segurança na cozinha

Mulher sofre queimaduras graves e falece após incidente na cozinha, no interior de São Paulo. Rio Claro, São Paulo -...
- Advertisement -

Artigos Relacionados

- Advertisement -