Sábado, Fevereiro 24, 2024

Trabalhadores protestam contra a demissão de mais de 30 funcionários do Hospital UNIMED em São João da Boa Vista

Mais Falados

Guia Comercial

Sofia Rodrigues do Nascimento
Sofia Rodrigues do Nascimento
Sofia Rodrigues do Nascimento é presidente do Sinsaúde, Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde que abrange 172 municípios do interior paulista e um universo de 80 mil trabalhadores.

Os trabalhadores do Hospital e Maternidade Unimed de São João da Boa Vista, com apoio do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde (Sinsaúde), marcaram um protesto em frente à unidade no próximo dia 15, a partir das 6h, contra a demissão de 30 funcionários que trabalhavam nos setores de copa e cozinha.

“Até o momento são em torno de 30 funcionários, mas temos informações que mais demissões serão feitas pela Unimed em outros setores”, declarou a presidente da subsede do Sinsaúde em São João da Boa Vista Damaris Bertuqui Cavinatti.

A Unimed demitiu os trabalhadores para terceirizar os dois setores sem entrar em contato com o Sinsaúde, que representa a categoria, para negociar uma solução para o problema.

“Infelizmente, o serviço terceirizado não terá a mesma qualidade dos profissionais que foram dispensados, em virtude da adaptação do ambiente e qualificação adquirida ao longo dos anos de experiência”, explica Paulo Gonçalves, diretor de assuntos jurídicos do Sinsaúde.

Por este motivo e pelo descaso com os trabalhadores que serviram por tantos anos, o Sinsaúde é contra a terceirização, que causa a precarização do atendimento à população. Estes trabalhadores, representados pelo Sinsaúde, foram demitidos pela empresa que diz prezar pela qualidade médica em seus serviços e com selo de qualidade ONA (Organização Nacional de Acreditação), além de ser um dos planos de saúde mais caros da região.

“As demissões ocorrem em um momento crucial, em que a Covid-19 volta a assolar a população e principalmente os profissionais da saúde. O Sinsaúde repudia veemente a conduta da Unimed, que contraria a luta sindical por condições dignas para a categoria da saúde”, afirma a presidente do Sinsaúde, Sofia Rodrigues do Nascimento.

A manifestação além dos profissionais da saúde, representantes do sindicato da categoria contra as demissões, podem também ter a adesão da população, de qualquer pessoa interessada no assunto. A manifestação está marcada para a próxima terça-feira, dia 15 de fevereiro, a partir das 6h defronte ao hospital Unimed.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas Notícias

Desvio de energia em São João da Boa Vista em 2023 é suficiente para abastecer Águas da Prata por 5 dias

Além de ser ilegal, as ligações clandestinas podem resultar em acidentes, incêndios, sobrecargas e interrupções no fornecimento de energia. A...
- Advertisement -

Artigos Relacionados

- Advertisement -