Quinta-feira, Maio 30, 2024

Prêmio Os Movimentos das Cidades vai escolher melhor solução para desafios de Águas da Prata

Mais Falados

Guia Comercial

Rafael Arcuri
Rafael Arcuri
Rafael trabalha na redação do Fala São João desde sua fundação em 2012. Nos anos seguintes, ele liderou o setor de marketing da empresa e publicou mais de 4.000 artigos — um mix de notícias de última hora, notícias policiais, notícias políticas e muito mais.

Morador, ONG ou startup que vencer o concurso receberá consultoria e auxílio financeiro de R$ 10 mil para desenvolver projetos que impactam positivamente a comunidade local


O estudo “Os movimentos das Cidades”, realizado pela agência Virtù em parceria com a organização suprapartidária Centro de Liderança Pública (CLP), e apoio do Grupo CCR, mostrou que Águas da Prata avança na produção sustentável. Entretanto, o município ainda possui gargalos a serem resolvidos. O estudo volta à cidade com o Prêmio Os movimentos das Cidades que oferece consultoria gratuita e mais R$ 10 mil para a iniciativa que apontar as melhores soluções para os desafios locais.


O “Prêmio Os Movimentos das Cidades” conta com conteúdo multimídia, com podcasts, infográficos e vídeos apresentados pelo jornalista Marcelo Tas para mobilizar empresas e entidades públicas e privadas, o Terceiro Setor e moradores dos municípios de Tatuí, Sorocaba, Osasco, Barueri, Louveira, Águas da Prata, Avaré, Campinas, Itapeva e Bragança Paulista.
Para relembrar, o estudo apontou que há gargalos que precisam ser vencidos na infraestrutura viária de Águas da Prata. A SP-342 é responsável por um dos principais problemas enfrentados pelos moradores. A rodovia corta o centro urbano onde estão localizados imóveis comerciais e residenciais. Caminhões e demais automóveis que passam pela rodovia, mas não se destinam à cidade, dividem espaço com o trânsito local, dificultando a mobilidade de moradores e turistas.   

Outro obstáculo que preocupa os habitantes da região é a baixa distribuição de renda. O PIB per capita, segundo o ranking CLP, é de cerca de R$ 20 mil (2018), contra média nacional de R$ 23 mil. Neste quesito, a cidade ocupa a 88ª colocação em São Paulo e 288ª no Brasil.
Esses e outros desafios podem servir como temas para os projetos a serem inscritos no prêmio. Podem participar ONGs, pessoas físicas e startups que não estejam ligadas ao poder público e que tenham projetos urbanos com engajamento público, privado e cívico, visando solucionar os desafios das cidades. A seleção será feita por meio de um Comitê Técnico formado por integrantes da Rede de Lideranças do CLP.
“Para a CCR, participar desta iniciativa é entender que mobilidade humana também significa levar governança e diálogo de qualidade para melhorar a discussão, a escolha de prioridades e de projetos, a partir das perspectivas locais. É interpretar o papel da infraestrutura em seu escopo de transformação social”, diz Tonico Pereira, diretor de Comunicação do Grupo CCR.

O prêmio irá selecionar uma iniciativa vencedora por cidade. O ganhador receberá seis semanas de mentoria e R$10.000,00 para serem investidos no desenvolvimento da solução. Haverá, em janeiro de 2022, um evento na sede da CCR em São Paulo para premiar os vencedores, com apresentação de Marcelo Tas. Ao final dos treinamentos, cada iniciativa fará uma apresentação para uma banca de convidados especiais do CLP e CCR.

As inscrições podem ser feitas até 31/12/2021. O regulamento completo pode ser consultado no site www.movimentosdascidades.grupoccr.com.br/premio/

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas Notícias

Abertas as Inscrições para Rainha da Eapic

Abertas as Inscrições para Rainha da Eapic As inscrições para o concurso de escolha da Rainha, Princesa e Madrinha da...
- Advertisement -

Artigos Relacionados

- Advertisement -