Domingo, Fevereiro 25, 2024

Em São João da Boa Vista “Desafio 100 Fome” arrecada mais de 1,5 tonelada de alimentos

Mais Falados

Guia Comercial

Rafael Arcuri
Rafael Arcuri
Rafael trabalha na redação do Fala São João desde sua fundação em 2012. Nos anos seguintes, ele liderou o setor de marketing da empresa e publicou mais de 4.000 artigos — um mix de notícias de última hora, notícias policiais, notícias políticas e muito mais.

O evento realizado em parceria com a Câmara Municipal, a Prefeitura de São João e a ACE seguiu todas as medidas de segurança.

Mais de 1,5 tonelada de alimentos foi arrecadada durante a manhã de sábado (17) no Desafio 100 Fome, evento organizado por Unifeob, Câmara Municipal, Prefeitura de São João da Boa Vista, Associação Comercial e Empresarial (ACE), Travessia Bikers, Bassi Assessoria Esportiva, Track&Field e Dezena Toldos e Eventos.

As doações foram recebidas em frente à Sede do Palmeiras, na Av. Dona Gertrudes, em um sistema drive-thru totalmente seguro, montado e operado por estudantes voluntários do curso de Educação Física, e serão distribuídas pelo Departamento Municipal de Assistência Social às famílias cadastradas.

A idealização do Desafio foi da Câmara Municipal com o coordenador da Escola de Negócios da Unifeob, Dirceu Fernandes. “O presidente da Câmara, Rui Nova Onda, nos procurou para ver como poderíamos ajudar as famílias que estão precisando”, relembra. “Nós reunimos pessoas que gostam de esporte, como no ano passado, e incluímos também o ciclismo, com a intenção de fazer uma arrecadação ainda maior. Agora, a Prefeitura vai fazer com que os alimentos cheguem até quem precisa”.

“Eu fico muito feliz de ver pessoas tão solidárias em São João da Boa Vista. Nesse momento, muitos estão passando por dificuldades e a solidariedade não deixa de existir”, diz a prefeita de São João da Boa Vista, Maria Teresinha de Jesus Pedrosa

“A gente vive um momento muito difícil, muitas pessoas estão passando por necessidades. Conversando com a Unifeob e com os demais patrocinadores, entendemos que era preciso fazer um evento assim, que esse é o momento ideal para ajudar os que mais precisam”, afirma o presidente da Câmara Municipal, Raimundo Rui “Nova Onda”, que representou os vereadores presentes na ocasião. “O intuito dessa ação é contribuir com aqueles que esperam uma mão amiga e nós vamos, sim, poder ajudar”.

Reveja o Desafio 100 Fome na íntegra no canal da Unifeob

O Desafio 100 Fome foi transmitido ao vivo pelo canal oficial da Unifeob no Youtube. Além da arrecadação de alimentos, também foi possível doar sangue e enviar fotos para incentivar mais pessoas a participarem, bem como contribuir com qualquer valor por PIX para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Santa Casa de Misericórdia, Lar São José e Laboratório de Campanha Unifeob.

O executivo foi representado pelo comparecimento da diretora municipal de Assistência Social, Carmem Eliza Garcia; do vice-prefeito Roberto Campos; e da prefeita Maria Teresinha de Jesus Pedrosa. “Eu fico muito feliz de ver pessoas tão solidárias em São João da Boa Vista. Nesse momento, muitos estão passando por dificuldades e a solidariedade não deixa de existir”, declara a administradora municipal. “Até semana retrasada, estávamos em uma situação muito crítica, com a Santa Casa em colapso. É um desafio atípico e inesperado, mas graças a Deus estamos enfrentando, contando com o apoio de pessoas solidárias para vencer a batalha contra esse vírus”.

Desafio

Nesta edição, o desafio foi muito maior: o educador físico Lucas Bassi encarou a distância oficial de uma maratona na esteira – 42 km; a coordenadora do curso de Medicina Veterinária, Kika Figueiredo, revezou na segunda esteira com a médica veterinária e docente da Unifeob, Bárbara Pessinatti – 21 km cada; a terceira esteira foi dividida entre 21 atletas da Bassi Assessoria Esportiva para atingir a mesma distância; e na bike fixa, o ciclista Luiz Fernando Cirto originalmente pedalaria 100 km, mas atingiu a marca de 160 km percorridos.

Lucas Bassi Atleta

“Eu estava na metade do percurso quando recebi a notícia de que havíamos batido o recorde de alimentos arrecadados. Fico muito feliz, muito honrado em poder usar do esporte para incentivar as pessoas a praticarem a saúde, o bem-estar e saber que muito arroz e feijão vai chegar na mesa das famílias”, diz o atleta Lucas Bassi. “Isso deixa o nosso coração muito grato e alegra o nosso Deus”.

Para a coordenadora Kika Figueiredo, a prova foi uma inspiração para os espectadores que gostariam de iniciar uma atividade física. “Uma das mensagens que queremos passar é o incentivo da prática esportiva”. E deixa uma dica importante: “é levantar, calçar o tênis e partir para cima. A gente não pode ficar esperando a vontade vir, temos que ir por atitude. Isso traz a motivação, a disciplina, a constância e aí se torna um hábito”.

O ciclista Lu Cirto, do grupo Travessia Bikers, quase dobrou a distância esperada e destaca a importância de um treinamento sério para uma prova desse tipo. “É preciso treino, resistência, perseverança e fé. Eu agradeço a Deus por poder pedalar e estar ajudando o pessoal”. Ele cita alguns exemplos de percursos para quem gostaria de começar. “Dá para pedalar na cidade, no lago, ir para Águas da Prata. Tem que começar devagarzinho, de acordo com a resistência, e ir aumentando o ritmo e a quilometragem até estar confiante para sair mundo afora”.

Bárbara ressalta que, durante a prova, bateu seu próprio recorde. “Foi uma experiência sensacional e é uma honra participar desse evento”, declara. “Há uns dois, três anos venho seguindo firme no fortalecimento e nos treinos de corrida. Isso vai realmente despertando a paixão, cada vez mais vamos querendo correr. Também foi uma grande emoção dividir a esteira com a Kika, além de poder ajudar tantas famílias”.

Trote Solidário

A edição de 2021 do Desafio 100 Fome também marcou a realização do Trote Solidário Unifeob, organizado pelo setor de Conexão. Ao invés do trote tradicional aplicado aos calouros, com pinturas corporais e brincadeiras muitas vezes de mal gosto, o Centro Universitário incentiva a doação de recursos e alimentos para as instituições assistenciais e de sangue para o Banco de Sangue. A comprovação do gesto foi feita por envio de fotos exibidas na transmissão do evento.

“O Trote Solidário é realizado todo semestre, porque entre os valores que a Unifeob prega para os estudantes está também o senso de comunidade. É uma formação não apenas acadêmica, mas também social”, explica Marudi. “Buscamos realizar ações como essa para que os universitários criem valores importantes para o convívio em sociedade, é muito mais que apenas uma doação”.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas Notícias

Desvio de energia em São João da Boa Vista em 2023 é suficiente para abastecer Águas da Prata por 5 dias

Além de ser ilegal, as ligações clandestinas podem resultar em acidentes, incêndios, sobrecargas e interrupções no fornecimento de energia. A...
- Advertisement -

Artigos Relacionados

- Advertisement -